O Action Fund – fundo de financiamento climático do Google.org, gerido pelo ICLEI (Governos Locais pela Sustentabilidade) vai financiar projetos climáticos de até R$ 660 mil em Porto Alegre e Curitiba. Serão selecionadas duas organizações sem fins lucrativos de cada região que tiverem projetos inovadores e de impacto na mitigação de emissões de gases do efeito estufa, como como o uso de energia solar. O prazo para envio das propostas encerrou no dia 4.

A ação faz parte de um fundo de US$ 4 milhões do Google anunciado em 2019 para ajudar a acelerar a ação climática, com doações para apoiar instituições sem fins lucrativos na Europa e na América Latina. No Brasil, para essa iniciativa piloto do Google.org e pelo ICLEI, foram selecionadas Porto Alegre e Curitiba.

Em Curitiba, o uso da energia solar foi um dos pontos para a seleção. Por meio do Curitiba Mais Energia, a capital paranaense está em franca implementação de painéis solares.

Além deste projeto, a implantação de usinas fotovoltaicas na Rodoviária de Curitiba e nos terminais de ônibus do Pinheirinho, Santa Cândida e Boqueirão também está sendo elaborada com o apoio da rede de cidades C40, da qual Curitiba faz parte.

Já em Porto Alegre, entre os pontos determinantes para a escolha, segundo o prefeito da capital gaúcha, Nelson Marchezan Junior, foram a estratégia de integrar a agenda climática ao planejamento urbano, além dos esforços na priorização do transporte público, os incentivos aos modais ativos de transporte, a qualificação dos espaços públicos e os investimentos em macrodrenagem e na digitalização de serviços e procedimentos administrativos.

Os projetos devem ser apresentados pelas entidades candidatas com início em setembro de 2020 e encerramento em setembro de 2021. Os temas abordados incluem mobilidade urbana sustentável, eficiência energética e sustentabilidade em edifícios, produção e uso de energia solar, gestão da qualidade do ar e outras propostas que dialoguem com a estratégia climática da cidade.

Fonte: Portal Solar


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.