Na última quinta-feira (27), o governo federal zerou as alíquotas dos impostos de importação sobre mais de dez tipos de equipamentos de geração de energia solar. Em julho, outros produtos do setor já haviam recebido a isenção dessas tarifas.

A alíquota zero será válida até o dia 31 de dezembro de 2021 para os equipamentos, que passam a constar na lista de “ex-tarifários”, classificação que permite a redução temporária dos impostos de importação sobre produtos sem alternativas similares no mercado nacional.

A decisão do governo brasileiro surge para reduzir, a curto prazo, os custos para construção de empreendimentos solares no país, visto que a desvalorização do real tem atingido o segmento, que é abastecido principalmente por equipamentos importados da China.

Publicada pelo Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior, a decisão isenta de impostos produtos como inversores fotovoltaicos, conversores estáticos para sistemas solares e amortecedores utilizados em trackers – equipamentos que permitem que os painéis solares acompanhem o movimento do sol para otimizar a produção de energia.

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), com os produtos que já haviam sido isentos anteriormente, a lista de equipamentos “ex-tarifários” do segmento subiu para um total de 109.

Fonte: Olhar Digital


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.