O bombeiro aposentado Laerte Anisio de Oliveira gastava cerca de R$ 400 com a fatura de energia elétrica até o início do ano passado e saiu à procura de um projeto de microgeração de energia solar para economizar. Depois de instalar o sistema no telhado da casa dele, no Jardim Montecarlo, zona Leste de Londrina, ele aproveitou para garantir conforto à família, com torneiras elétricas na casa e climatização para os cômodos. Mesmo assim, afirma que economiza no mínimo R$ 300 ao mês

Depois de muita pesquisa, conseguiu uma proposta em que paga pouco mais do que o dobro do que a economia, em 24 parcelas de R$ 713, pelo sistema que garante 350 kW ao mês. “Sinto que vai zerar o investimento logo, mas é como se já estivesse me devolvendo, porque posso colocar aparelhos de ar condicionado a mais e ficar tranquilo”, diz.

A família mudou alguns hábitos. Como todos os sistemas, a microgeradora de Oliveira é ligada à rede da Copel. Durante o dia, a energia que a residência não consome é direcionada à rede geral e convertida em crédito. À noite, o caminho se inverte e é feito o abatimento do que foi produzido. “Temos algumas mudanças de hábitos mínimas. Se tomo banho antes de escurecer, consumo a energia que produzi aqui. Se tomo depois, não pago pela energia, mas pago imposto. Mas mesmo assim, a diferença seria mínima”, explica. Ainda, quando há sobra de energia entre o que gerou e o que consumiu, ele abate na cobrança da casa da sogra.

EM EMPRESAS

EM EMPRESAS
A rede paranaense de supermercados Condor inaugurou no fim de julho uma nova unidade, em Joinville, que é a maior usina solar do segmento, segundo a empresa responsável pelo projeto, a Domínio Solar. São 1.680 módulos solares fotovoltaicos na cobertura da loja, capazes de gerar 780 mil kWh por ano, o suficiente para abastecer 325 residências. Ainda, o sistema preserva o meio ambiente ao evitar a liberação de 230 toneladas de gás carbônico ao ano.

 

 

 

 

Categorias: Notícias

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.