Agricultores familiares estão conseguindo reduzir os custos de produção de alguns cultivos. Empresas de energia solar tem desenvolvido projetos que tem como base a reutilização de luz solar. Esse método auxilia na plantação de hortaliças e frutas, que são a principal fonte de renda dos pequenos produtores brasileiros. Mesmo com os avanços, é importância do uso e manejo correto do solo e da água.

Inclusive, essa prática de energia solar é utilizada para a irrigação dos locais de plantio dos agricultores familiares. Existem parcerias para que esse projeto consiga capacitar as famílias produtoras.

As empresas em parceria com o governo do estado e com bancos, lançam um programa de milhões de reais por ano, para que produtores rurais façam um trabalho de irrigação com energia solar. Então no projeto, as placas solares são financiadas, até a furação do poço, e todo o kit de irrigação e toda a infraestrutura para que o agricultor familiar possa produzir.

A qualidade da água para o pequeno produtor também significa melhoria na qualidade de vida, principalmente para o consumo humano. Segundo o presidente da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer), Luiz Hessmann, o meio rural preserva a água de forma contínua. Ele também reforça a necessidade de haver equilíbrio entre as áreas rural e urbana.

“O meio rural preserva ‘muito bem, obrigado’ as águas. O que nós precisamos muito seriamente é com o urbano, que está dando alguns problemas. E a água para nós na agricultura é de fundamental importância, é um case de sucesso em qualquer atividade na pecuária ou na agricultura”, afirmou o presidente da Asbraer.

 

Fonte: PB Agora

Categorias: Notícias

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.