Estudo inédito da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) aponta que os brasileiros poderiam economizar, pelo menos, R$ 2 bi na conta de luz com uma complementação da matriz elétrica brasileira por meio da inserção da fonte solar fotovoltaica. O trabalho, que avaliou qual seria o impacto de uma inserção planejada da fonte solar fotovoltaica no período histórico entre janeiro de 2013 e maio de 2017, mostrou um alívio imediato na operação do subsistema elétrico da região Nordeste, com redução significativa na geração termelétrica fóssil e nas emissões de gases de efeito estufa no setor elétrico nacional, decorrentes do uso frequente de usinas termelétricas emergenciais.

Caatinga

Em 21 de outubro de 1998 foi criada, em Fortaleza, a Associação Caatinga, ONG que promove a conservação das terras, florestas e águas do único bioma exclusivamente brasileiro: a Caatinga.

Energia verde

A Fiec abriu licitação para locação de Sistema de Geração de Energia Renovável (SGR) para a Casa da Indústria e para as unidades do Sesi e do Senai. Com isso, pretende ter redução de custos de energia elétrica e contribuir para a sustentabilidade ambiental, além de estimular a cadeia produtiva de energias renováveis.

Estímulo

O Rabobank, principal banco focado em alimentos e agronegócio, lançou o Kickstart Food, iniciativa global cuja meta é promover e estimular a produção sustentável de alimentos no Planeta. Para isso, será disponibilizado o valor de US$ 1 bilhão nos próximos três anos para auxiliar seus clientes em diversas iniciativas de restauração de terras e proteção florestal.

Poluição

A poluição ambiental matou 9 mi de pessoas em 2015, cerca de uma em cada seis mortes (16%) registradas em todo o mundo naquele ano. A estimativa é do primeiro relatório de uma comissão internacional de pesquisadores que se dedicaram a avaliar os impactos do problema na saúde e na economia nos últimos dois anos, publicado na semana passada na revista médica ‘The Lancet”.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Categorias: Notícias

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.